Tag Archives: drama

Feliz Natal (2008)

Gênero: Drama
Ano/Produção: 2008/Brasil
Duração: 106 min.

Direção: Selton Mello
Elenco: Leonardo Medeiros, Darlene Glória, Graziella Moretto, Paulo Guarnieri, Lúcio Mauro.

Sinopse
Caio tem quarenta anos e trabalha em um ferro-velho no interior. Naquele universo cercado de pedaços e peças enferrujadas ele tenta montar o quebra-cabeça da própria existência. Hoje ele tem uma companheira leal e uma ocupação constante, mas nem sempre foi assim. Em outros tempos ele vivia em alta velocidade e total irresponsabilidade. Por sorte saiu vivo, mas teve que se afastar da cidade, da família e dos amigos. Hoje perto do natal e das festas de final de ano ele faz um balanço dos acontecimentos e decide voltar pra capital. Chegando lá encontra Theo, seu irmão, um homem enredado na teia corporativista e vivendo um casamento em crise. Miguel, seu pai, agora vive com uma moça de caráter duvidoso. Mércia, sua mãe, a mãe abandonada, a mãe de todos os males, se sustenta à base de coquetéis alcoólicos e psicotrópicos. Fabiana, sua cunhada, está perdida entre frustrações de um casamento naufragado. Os sobrinhos Bruno e Vitor crescem rapidamente e estão cada vez mais exigentes e seus amigos do peito, Neto e Alex, pararam no tempo gastando suas vidas em noitadas repletas de excessos. Muitas coisas permaneceram iguais, outras nem tanto, mas sua simples presença causará transformações, pois pequenos fatos isolados que acontecem em frações de segundo modificam radicalmente a vida de várias pessoas todos os dias. E então finalmente Caio reencontrará um homem que ele não via há muito tempo. Ele mesmo.

Advertisements

A hora e a vez de Augusto Matraga (2012)

Dirigido por Vinícius Coimbra, estrelando José Wilker, José Dumont, Chico Anysio.

Augusto Matraga (João Miguel) é um fazendeiro orgulhoso, valente e mulherengo, que está à beira da falência. Sua esposa Dionóra (Vanessa Gerbelli) resolve abandoná-lo com a filha do casal, ao receber uma proposta feita por Ouvídio Moura (Werner Schunemann). A situação faz com que Augusto fique enfurecido e parta para a casa de Ouvídio, em busca de vingança. Lá ele é espancado pelos capangas de Consilva (Chico Anysio), que o marcam com ferro e o atiram em um precipício para morrer. À beira da morte, Augusto é encontrado por um casal, que cuida de sua recuperação. Cinco anos depois ele deixa o local, completamente mudado e agora temente a Deus.

Baseado no conto de mesmo título, escrito por Guimarães Rosa.

Histórias que só existem quando lembradas (2011)

Histórias que só existem quando lembradas é um filme brasileiro de 2011 dirigido por Júlia Murat.1 2 3 “Histórias” participou de mais de 80 festivais, incluindo Venice Film Festival, Toronto Film Festival, Rotterdam Film Festival, e San Sebastian Film Festival e ganhou 36 prêmios. É o primeiro filme dirigido por Júlia Murat.

Uma pacata cidade só com moradores idosos recebe a visita de uma jovem fotógrafa.

Prêmios

  • Menção no Cine en Construcción em Toulouse
  • Prêmio Cine Cinema no Cine en Construcción em Toulouse
  • Menção especial no Festival de San Sebastian
  • Prêmio da igreja da Islândia no Festival de Reykjavík IFF
  • Melhor filme no Festival de Abu Dhabi
  • Melhor atriz no Festival de Abu Dhabi
  • Prêmio FIPRESCI no festival de Ljubljana, Eslovênia
  • Prêmio de público no festival de Warsaw, Polônia
  • Prêmio de público no Festival de Santa Maria da feira
  • Melhor filme do júri cineclubista Festival de Santa Maria da feira
  • Melhor atriz no Festival de Santa Maria da feira
  • Prêmio Nueva Vision de filmes latinos no festival Santa Bárbara IFF
  • Prêmio de público no IFFR Groningen
  • Prêmio ecumênico no Festival de Cartagena
  • Melhor filme Festival de Sofia
  • Talent Tape Award Friburg
  • Prêmio Ecumênico Friburg
  • Melhor filme júri cineclubista Friburg
  • Melhor filme Júri Jovem Friburg
  • Prêmio da associação CCAS, Festival de Toulouse
  • Prêmio Ceux du Rail d’Oc, Festival de Toulouse
  • Melhor Filme festival de RiverRun
  • Peter Brunette Award para melhor diretor, Festival de RiverRun
  • Melhor Fotografia, Festival de RiverRun
  • Menção especial para Sônia Guedes, Festival de RiverRun
  • Menção Especial no Festival Latino LAFF, Holanda
  • Melhor filme, prêmio do público, no Festival do Cinema Brasileiro de Paris, 2012
  • Melhor roteiro, Festival du Cinéma d’Auteur de Rabat, Marrocos, 2012
  • Melhor filme pelo júri, Festival de Lima, 2012
  • Premio APC – Asociación Peruana de Comunicadores “Monseñor Luciano Metzinger”- festival de Lima
  • Melhor filme (prêmio de público) no festival Latinamerika i Fokus, Suécia
  • Prêmio Especial do Juri no festival de Ourense
  • Melhor fotografia no festival de Ourense
  • Melhor filme no Festival Regards sur le cinéma du monde
  • Prêmio do público no Festival Regards sur le cinéma du monde
  • Melhor filme, juri estudante, no Festival Regards sur le cinéma du monde

Estômago (2007)

Estômago é um filme brasileiro de 2007, do gênero drama, com produção da Zencrane Filmes, distribuição daDowntown Filmes e direção de Marcos Jorge.

Raimundo Nonato (João Miguel) é um migrante nordestino que chega à cidade grande em busca de oportunidade. Aprende a profissão de cozinheiro, na qual se desenvolve e recebe uma melhor oportunidade de trabalho. Sua vida se complica ao se envolver com a prostituta Iria (Fabíula Nascimento). O filme se passa entre o tempo atual na cadeia e a vida de Nonato no restaurante.

Lions award – 2008
Prêmio do júri
Melhor filme estrangeiro
Melhor filme (prêmio do público)
Melhor atriz coadjuvante(Fabiula Nascimento)
Melhor filme
Melhor ator (João Miguel)
Prêmio de melhor obra-prima