Tag Archives: escola

Meu amigo Nietzsche (2013)

Curta-metragem brasileiro é premiado no Festival de Clermont-Ferrand, na França

“Meu amigo Nietzsche”, de Fáuston da Silva, conquistou os prêmios do público e de melhor comédia do evento

Preview

Cena de “Meu Amigo Nietzsche”, de Fáuston da Silva

O Festival Internacional de Curtas-Metragens de Clermont-Ferrand, um dos mais tradicionais festivais dedicados ao cinema de curta-metragem no mundo, divulgou os filmes premiados em sua 36ª edição. O curta “Meu amigo Nietzsche”, de Fáuston da Silva, foi escolhido pelo público como o melhor curta-metragem do evento e conquistou também o reconhecimento dos jurados com o Prêmio “Fernand Raynaud” de melhor comédia.

O filme de Fáuston conta a história de um improvável encontro entre o garoto Lucas e a obra do filósofo Friedrich Nietzsche na periferia de Brasília e a revolução provocada em sua mente e na vida de sua família e amigos. A ANCINE, por meio do Programa de Apoio à Participação de Filmes Brasileiros em Festivais Internacionais e de Projetos de Obras Audiovisuais Brasileiras em Laboratórios e Workshops Internacionais da ANCINE, concedeu auxílio financeiro para viabilizar sua participação no festival. O programa contempla projetos audiovisuais participantes de 27 laboratórios ou workshops internacionais e filmes oficialmente convidados a participar de 80 festivais ao redor do mundo.

O Grande Prêmio do festival ficou com o curta “Pride”, de Pavel Vesnakov, coprodução entre a Alemanha e a Bulgária. Clique aqui para conferir a lista completa de premiados no 36º Festival Internacional de Clermont-Ferrand, e assista ao trailer de “Meu Amigo Nietzsche” aqui.

Fonte: http://www.ancine.gov.br/sala-imprensa/noticias/curta-metragem-brasileiro-premiado-no-festival-de-clermont-ferrand-na-fran

Advertisements

Pro dia nascer feliz (2007)

O belíssimo documentário de João Jardim Pro dia nascer feliz, realizado entre 2004 e 2005, é um dos raros filmes que retratam com delicadeza e sensibilidade a cruel realidade da vida de adolescentes na escola. João Jardim descreve o cotidiano de jovens em quatro escolas brasileiras. Em Pernambuco, São Paulo, Duque de Caxias e no Rio de Janeiro, todas elas são públicas. Há também uma escola em São Paulo, particular, em um bairro de elite. João Jardim não deixa de mostrar ainda outro estabelecimento de ensino, não nomeado, mas que o espectador percebe que é uma instituição para adolescentes em conflito com a lei. (http://g1.globo.com/platb/yvonnemaggie/2012/09/28/pro-dia-nascer-feliz/)